O NEUROMARKETING NA COMUNICAÇÃO

Home / Uncategorized / O NEUROMARKETING NA COMUNICAÇÃO

O NEUROMARKETING NA COMUNICAÇÃO

Caso seja uma palavra nova para você, de maneira resumida, o Neuromarketing nada mais é do que uma análise de comunicação e marketing que estuda a essência e o comportamento do consumidor. Mas para nós vai além disso… O Neuromarketing pode ser aplicado não somente ao “consumidor de produto” mas também ao target dentro de uma campanha de comunicação. Não precisa ser necessariamente atrelado a um produto ou serviço, mas também a uma ideologia, inspiração ou conceito.

Utilizando metodologias e técnicas da neurociência para alcançar o inconsciente e manipular a informação compartilhada, nós adicionamos outras técnicas e leituras para agir de forma mais assertiva na comunicação.

Ao construirmos uma campanha de comunicação nós precisamos nos prender a diversos fatores do ambiente externo e interno, e entender como isso reflete no inconsciente do nosso público alvo. Existem três fatores que compõem o Neuromarketing e são fundamentais para construirmos uma mensagem efetiva, são eles:

A Atenção

Esse é o momento em que o cérebro (conscientemente) filtra o que é importante e relevante. Mas nosso comportamento inconsciente faz com que nossa atenção seja limitada, perdendo involuntariamente o foco. Esse é o primeiro obstáculo.

O processo consciente de manter a atenção para algo ou para alguém, depende do nosso cérebro criar um estímulo, que está ligado ao próximo passo.

A Emoção

O que sentimos? Como nos sentimos? Por que sentimos? Este passo é dividido em duas fases:

O valor, que é a direção do estímulo gerado em nossa emoção, uma sensação agradável ou desagradável. E a intensidade, que é o momento em que nosso inconsciente determina a intensidade desse sentimento, sendo ela positiva ou negativa.

A intensidade da emoção é determinante para a construção de uma relação de marca versus cliente – ou comunicação x pessoas. É o processo mais importante, é onde temos que encantar.

E por fim, a Memória

Um processo inconsciente onde o cérebro, nosso HD, grava, armazena e recupera informações ou experiências diferentes.

Toda vez que nosso cérebro resgata nossa memória, também a estamos modificando. Isso significa que a comunicação pode, além de resgatar memórias, transformá-las… E esse é o segredo! Transformar a comunicação em algo que inspire, encante e transforme.

O Neuromarketing no meio da comunicação é a chave para entender a lógica de como impactar em uma comunicação com nosso público.

Se quiser saber um pouco mais sobre nossas metodologias e como podemos influenciar na comunicação da sua empresa, fale com a gente! ;)

Texto por Pedro Godinho

Recent Posts