Inspire-se: Conheça a nossa metodologia e veja como ganhar agilidade nos seus projetos

Quando o assunto é trabalho, agilidade e assertividade fazem toda diferença no processo de entrega. Ganhar tempo sem perder qualidade é um ponto importante, e para conquistar este objetivo é preciso contar com um fator que facilita muito: uma METODOLOGIA. No mundo da comunicação, adotar recursos que simplifiquem a rotina, auxiliem nas tarefas e atividades diárias e contribuam para uma gestão ágil, é muito importante.

Nós da Agência Pavé, estamos sempre buscando novidades e atualizações que nos ajudem a aplicar uma melhoria constante em nossos processos internos. Com isso, criamos uma metodologia única que une conceitos, abordagens e práticas de gestão ágeis de projetos e contribuem para a efetividade de nossos resultados. Neste texto vamos falar um pouquinho mais a respeito e explicar para você como funciona cada uma delas.

Metodologia Pavé

Com uma mistura de referências, a Metodologia Pavé une técnicas que contribuem para a criação de um ambiente corporativo ágil, com uma cultura organizacional completamente reformulada e focada na produtividade e no comprometimento com cada trabalho. Além disso, outros pontos relevantes para a nossa construção são a proximidade com nossos clientes e o trabalho com times enxutos e funcionais.

Não é mágica, é método!

Uma pesquisa realizada pela Coleman Parkes entrevistou 1.770 executivos em 21 países e descobriu que 88% deles aplicam os métodos ágeis em algum nível, geralmente no desenvolvimento de sites e aplicativos. Mas 30% afirmaram usar o conceito além da TI, como nas áreas de marketing e vendas, e 6% disseram que o utilizam em toda a organização. Surpreendente não?

Metodologias e Abordagens

Ao final do texto você irá compreender como chegamos até aqui. Agora vamos mostrar para você as principais metodologias que nos inspiraram e explicar cada uma delas. Quem sabe elas também não possam te ajudar?

  • Scrum

Scrum é uma metodologia simples que oferece recursos para a administração de projetos complexos. Ela possui 3 pilares fundamentais que são: transparência, inspeção e adaptação. Na aplicação do Scrum é essencial que todos saibam dos processos, requisitos, necessidades de entrega e o status de cada fase. A inspeção é feita constantemente, e todos sabem tudo que está sendo feito. A adaptabilidade também é essencial, durante toda a realização do projeto diversas mudanças vão sendo realizadas conforme as necessidades vão aparecendo. A ideia principal do Scrum é que a equipe de execução e planejamento se autorganize para determinar a melhor maneira de realizar o trabalho, com o objetivo de atingir a meta estabelecida.

  • Kanban

O Kanban, por sua vez, é uma metodologia que surgiu no Japão, mais precisamente dentro da Toyota Motor Company, na década de 70. O objetivo principal é minimizar atrasos para o cumprimento das tarefas, e esse desafio é apoiado pelo uso de cartões que trazem informações sobre a tarefa a ser executada, como o nome do responsável e o horário de solicitação. O Kanban conta com 3 etapas principais, que podem agregar novos itens, caso necessário. São elas To Do (para fazer), Doing (em execução) e Done (finalizado). Conforme a tarefa vai sendo executada, o cartão vai sendo mudado para as etapas seguintes, pelo próprio responsável da tarefa. As diferentes cores dos cartões facilitam a identificação dos departamentos e, ao começo de cada dia, uma avaliação e definição de novas diretrizes é realizada antes do início da jornada de trabalho.

  • Metodologias ágeis

As metodologias ágeis estão embasadas no valor da interação entre os indivíduos que fazem parte de um projeto. A qualidade desse relacionamento e a motivação intrínseca das pessoas são pontos cruciais para o bom andamento e desenvolvimento dos projetos. Nessa metodologia, a humanização do trabalho é o foco principal, fator que contribui para uma maior criatividade e adaptabilidade da equipe. A colaboração com o cliente também é um diferencial, que ajuda a estabelecer modelos mais flexíveis e competitivos.

  • Design Thinking

De todos, o Design Thinking é o mais conhecido e discutido atualmente. Essa abordagem que busca a solução de problemas, propõe uma reflexão e livre expressão do pensamento. Trabalhada de forma colaborativa, a ideia aqui é colocar os stakeholders no centro do projeto, mapeando e mesclando experiências culturais, visões de mundo e os processos particulares de cada um. O foco é a satisfação do cliente, que só poderá ser alcançada com um conhecimento profundo a respeito de quem ele é e quais os seus anseios. Durante todo o processo, o olhar é fixado em 3 pontos principais: pessoas, negócios e tecnologia. Resumidamente, as etapas do Design Thinking são: Imersão, Definição, Ideação, Prototipação e Teste.

  • PMBOK

O principal objetivo do PMBOK é servir como um guia que contém os aspectos mais relevantes na gestão de um projeto. De maneira resumida, ele considera o trabalho a ser executado como um esforço temporário que possui começo, meio e fim. Com a aplicação de conhecimentos, técnicas, ferramentas e habilidades, direcionadas para cada etapa, o PMBOK oferece as melhores práticas para a conclusão das etapas e o alcance das metas. As etapas são: Identificação, Adaptação, Balanceamento, Escopo, Qualidade, Cronograma, Orçamento, Recursos e Riscos.

Agora que você já conhece as principais metodologias e abordagens do mercado, pode escolher a sua e aplicar na prática para ganhar agilidade e efetividade nos seus projetos.

Gostou do texto? Então clique aqui e assista ao vídeo que criamos para explicar um pouco mais sobre a nossa metodologia.

Por Giovanna Sapienza, Redatora da Pavé, amante de arte, pessoas, tecnologia e histórias.

Write a comment